Ouça agora na Rádio

N Notícia

Edição deste ano do exame tem o menor percentual de ausentes desde 2009

FOTO: MEC - Assessoria de Comunicação Social

Edição deste ano do exame tem o menor percentual de ausentes desde 2009

Desde 2009, quando passou a ter dois dias de aplicação de provas, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) registrou, pela primeira vez, o menor percentual de ausentes: 24,9%, o que corresponde a 1.374.430 participantes, do total de 5.513.749 inscrições confirmadas. Os índices foram registrados no primeiro dia de prova da edição de 2018 do exame, neste domingo, 4 de novembro. Como a abstenção é um dado que considera os dois dias de aplicação, esse número pode diminuir, mas não aumentar.

 “Tivemos uma melhoria no processo de comunicação com o aluno, trazendo transparência e também a responsabilização que é necessária, pois se trata de dinheiro público”, avaliou o ministro da Educação, Rossieli Soares. “Eu acho que essa diminuição de ausentes foi resultado de uma série de fatores, mas a melhoria de uma forma geral do planejamento feito pelo Inep [Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira, autarquia vinculada ao MEC] é fundamental para essa redução e para esse passo importante para o Brasil”.

As provas foram de linguagens, códigos e suas tecnologias; e de ciências humanas e suas tecnologias; além da redação, que teve como tema “Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet”. Outro número positivo foi o alto índice de acesso ao cartão de confirmação de inscrição, que superou 89%. Juntamente a uma série de medidas adotadas pelo MEC e pelo Inep, o acesso já indicava esse comportamento dos participantes.

“O primeiro dia de aplicação do Enem foi um sucesso”, disse Rossieli. “[Houve] poucas ocorrências ou incidentes que tenham prejudicado o exame ou o participante se levarmos em conta o universo de 4,1 milhões de presentes no dia de hoje. Além disso, o menor número de ausentes desde 2009 mostra que as medidas tomadas para a inscrição consciente deram certo”.

A aplicação foi tranquila em todo o Brasil, sem ocorrências graves. Foram registrados 87 casos de interrupção de energia elétrica, mas em apenas dois locais de prova a aplicação precisou ser interrompida. Os casos são de Porto Nacional (TO) e Franca (SP), locais onde os participantes terão direito à reaplicação do primeiro dia, em 11 de dezembro, e deverão comparecer às provas do próximo domingo normalmente. Ao todo, 71 participantes foram eliminados (67 por descumprimento de regras gerais do edital, dois por problemas após revista no detector de metal e dois por uso de ponto eletrônico).

Entre 2013 e 2017, as ausências levaram aos cofres públicos um prejuízo de quase R$ 1 bilhão. Dos mais de 2 milhões de ausentes no Enem 2017, 84% estavam isentos e apenas 4.345 (0,2%) conseguiram justificar a ausência e garantir a isenção também em 2018.

A presidente do Inep, Maria Inês Fini, também destacou como positivo o baixo índice de abstenção. “Esperávamos essa maior presença, afinal, desde 2016, estamos implementando ações para reduzir o número de ausentes e o gasto desnecessário do dinheiro público”, disse. “Primeiro, passamos a exigir mais dados dos participantes que solicitavam isenção, depois anunciamos a justificativa de ausência. Em 2018, concretizamos todo esse movimento com a criação de um período específico para solicitação de isenção da taxa de inscrição e para essa justificativa. Nesse mesmo período, ampliamos o perfil de participantes com direito a não pagar a taxa de inscrição.”

Maria Inês Fini  ressaltou, ainda, a boa repercussão da prova. “No ano em que completa 20 anos de criação, o Enem confirma sua história de sucesso. As provas do primeiro dia e o tema da redação falam diretamente com a realidade dos participantes. Esperamos que eles manifestem suas crenças e valores no texto.” 

Novidades – O Enem 2018 continua no próximo domingo, 11, com aplicação das provas de ciências da natureza e suas tecnologias e Matemática e suas tecnologias. Os candidatos terão cinco horas para a resolução de 90 questões, 30 minutos a mais que no ano passado. Esta é uma das novidades da edição, que também ampliou, em cinco vezes, o número de detectores de ponto eletrônico. Os gabaritos e cadernos de questões serão liberados em 14 de novembro, no site do Enem. Os resultados estão programados para 18 de janeiro de 2019.  

Perfil do participante – A região Sudeste tem 36,6% dos 5,5 milhões de inscritos, seguida pelo Nordeste, com 32,8%. As mulheres representam 59% dos participantes, que estão concentrados na faixa etária dos 17 anos (17%), 18 anos (15,9%) e 19 anos (10,6%). A faixa dos 21 a 30 anos reúne 27,8% dos participantes. Além disso, 58,7% dos inscritos já concluíram o ensino médio, enquanto 29,7% estão cursando o último ano em 2018.

Os “treineiros”, participantes que fazem o Enem em busca de uma autoavaliação, representam 10,6% dos inscritos de 2018. Dados detalhados por Unidade da Federação e o número de inscritos por município estarão disponíveis no press kit Enem 2018.

FONTE: MEC - Assessoria de Comunicação Social
Link Notícia