Ouça agora na Rádio

N Notícia

Grêmio perde chances e empata com Rosario Central na estreia da Libertadores

FOTO: AFP / Hector Rio

Grêmio perde chances e empata com Rosario Central na estreia da Libertadores

Everton marcou gol do empate tricolor na Argentina

Informações compartilhadas Superesportes

O Grêmio visitou o Rosario Central nesta quarta-feira, na estreia da Libertadores, e voltará para casa com seu primeiro ponto no torneio. Em um confronto de dois tempos bem distintos, o time brasileiro até foi melhor na soma dos 90 minutos, mas desperdiçou muitas chances, caiu de produção na etapa final e ficou no empate por 1 a 1.

Os dois gols saíram antes dos primeiros 15 minutos. E diante de um adversário em péssima fase, que ainda não venceu em 2019, o Grêmio teve pelo menos outras quatro boas chances no primeiro tempo. O problema é que quase todas caíram nos pés de Felipe Vizeu, que não estava com a mira apurada.

De qualquer forma, a equipe de Renato Gaúcho larga com um ponto conquistado fora de casa no Grupo H, que tem o Libertad como líder com três após golear a Universidad Católica por 4 a 1. O time paraguaio, aliás, é o próximo adversário do Grêmio na Libertadores, terça-feira, na Arena. Antes, porém, as atenções voltam-se para o duelo com o São José pelo Campeonato Gaúcho, sábado, também em casa.

Há 314 minutos sem marcar no Campeonato Argentino, pelo qual perdeu os sete jogos que fez no ano, o Rosario precisou de apenas um para furar a defesa do Grêmio. Em sua primeira subida ao ataque, Gil cruzou da esquerda e Zampedri ganhou no alto para finalizar cruzado. Paulo Victor não alcançou e Pedro Geromel ainda tentou tirar, sem sucesso.

O gol não abalou o Grêmio, que rapidamente assumiu o comando da posse e do campo de ataque. Também não demorou para que o empate saísse. Aos 11, Cabezas perdeu para Marinho, que rolou para Everton parar em grande defesa de Ledesma. Na cobrança de escanteio ensaiada, a parceria funcionou novamente: Marinho virou o jogo para Everton, que cortou dois marcadores e chutou cruzado para marcar um belo gol.

O Grêmio seguiu superior e criou diversos bons momentos, quase sempre pela esquerda. O placar do intervalo poderia ser bem mais favorável, não fosse a noite para esquecer de Felipe Vizeu. Aos 34, ele recebeu de Cortez e finalizou para fora. Dois minutos mais tarde, isolou de dentro da área. Mas a principal chance veio aos 45, quando ficou com a sobra após saída errada de Ledesma e chutou para longe.

Acuado, o Rosario teve apenas mais uma chegada na etapa inicial, quando Zampedri ajeitou e Gil exigiu grande defesa de Paulo Victor. Se não conseguia infiltrar na defesa gremista, o Rosario começava a arriscar de longe e tinha no volante uma de suas peças mais efetivas no fundamento. No início do segundo tempo, o mesmo Gil fez o goleiro trabalhar mais uma vez.

O Grêmio já não conseguia exercer a superioridade dos primeiros 45 minutos, em um jogo que se tornou muito físico na etapa final. Sem chegar ao ataque, Renato Gaúcho tirou Luan e reforçou o meio de campo com Matheus Henrique, que logo em sua primeira tentativa fez Ledesma voar para espalmar.

André ainda foi acionado para a vaga de Vizeu, mas a bola não chegou. Nos últimos minutos, o Grêmio foi quem mais tentou, apertou a marcação, mas freou na boa marcação do adversário. Ainda assim, teve um grande momento na bola parada, já aos 47 minutos. Jean Pyerre cobrou falta pela direita e acertou o travessão. No rebote, Matheus Henrique jogou por cima.

ROSARIO CENTRAL 1 X 1 GRÊMIO

ROSARIO CENTRAL
 - Ledesma; Bettini (Rizzi), Barbieri, Cabezas e Molina; Gil, Rinaudo, Allione (Camacho) e Aguirre; Zampedri (Lovera) e Riaño. Técnico: Paulo Ferrari.

GRÊMIO - Paulo Victor; Leonardo, Pedro Geromel, Kannemann e Cortez; Rômulo, Maicon (Jean Pyerre), Marinho, Luan (Matheus Henrique) e Everton; Felipe Vizeu (André). Técnico: Renato Gaúcho.

GOLS - Zampedri, a um minuto, e Everton, aos 12 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Roddy Zambrano (Fifa/Equador).

CARTÕES AMARELOS - Zampedri (Rosario Central); Pedro Geromel, Matheus Henrique (Grêmio).

RENDA E PÚBLICO
 - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Gigante de Arroyito, em Rosário (Argentina).
FONTE: Superesportes / Estadão Conteúdo
Link Notícia